Neste video (em baixo) Mário Soares assume que ajudou a família de Ricardo Salgado a voltar a Portugal e a reaver o controlo do banco, perdido nas nacionalizações de 1975, favorecendo diplomaticamente a aliança com a francesa Crédit Agricole. Os meandros obscuros do poder. Das amizades e das influências.

 

Publicado em Politica

O ex-líder do GES e a mulher foram revistados a 27 de junho, no âmbito da Operação Marquês. Há ouro e pedras preciosas, cujo destino final não foi identificado.

 

Publicado em Actualidades

RICARDO SALGADO, amigo íntimo do PRESIDENTE DA REPÚBLICA, visita de casa, companheiro de viagens e festas, foi acusado da prática de 21 (vinte e um) crimes (um de corrupção activa de titular de cargo político, dois de corrupção activa, nove de branqueamento de capitais, três de abuso de confiança, três de falsificação de documento três de fraude fiscal qualificada).

 

Publicado em Actualidades

O antigo contabilista da Espírito Santo International (ESI) disse, esta quinta-feira, em tribunal que no final de 2013 assumiu a omissão de 1,3 mil milhões de euros de dívida como sendo um “erro” para evitar a queda do Grupo Espírito Santo (GES).

 

Publicado em Actualidades

Depois do presidente do Montepio ter sido constituído arguido com mais catorze pessoas o que é preciso para o Banco de Portugal e o governo tomarem decisões?

 

Publicado em Actualidades

São várias as formas como o maior banco privado português construiu a sua rede de influência entre os governantes, como diferentes são os sinais de retribuição de cada um dos 25 Ministros e Secretários de Estado que se cruzaram com os destinos do BES.

 

Publicado em Actualidades

Paulo Núncio foi advogado da petrolífera estatal da Venezuela que é responsável pela retirada da maior fatia dos milhões que saíram do BES, rumo ao Panamá, e que não passaram pelo crivo do Fisco português.

 

Publicado em Actualidades

Petrolífera venezuelana PDVSA, um "importante cliente do BES", terá usado o banco para enviar dinheiro para offshores e responde por parcela “significativa” dos 7,8 mil milhões de transferências.

 

Publicado em Actualidades

Ricardo Salgado, ex-presidente do BES, é a figura central na teia de corrupção que envolve José Sócrates, na tese do Ministério Público. A investigação da Operação Marquês coloca o ex-banqueiro como a fonte das “luvas” alegadamente pagas ao ex-primeiro-ministro.

 

Publicado em Actualidades

Última medida de coação ao ex-banqueiro, suspeito de seis crimes que levaram ao fim do GES, caducou nos últimos dias.

 

Publicado em Actualidades
Pág. 1 de 2

Subscreva Newsletter

Escreva o seu email:

Entregue por FeedBurner