Secretário de Estado da saúde consultor; deputada do PS com viagem paga à Noruega.

 

Publicado em Actualidades

O actor admitiu dificuldades financeiras na entrevista ao Alta Definição do próximo sábado.

O actor Carlos Areia revelou numa entrevista que vive com pouco mais de 340 euros por mês, o valor do Complemento Solidário para Idosos. Entrevistado por Daniel Oliveira para o "Alta Definição", da SIC, o ator de 73 anos partilhou o "momento absolutamente dramático" por que passa, segundo o apresentador do programa, que partilhou um excerto online.

"Vivo com, salvo erro, é 342 ou 362 [euros], o complemento solidário para idosos", disse Carlos Areia, que sublinhou que tem sorte de ter uma família que o apoia. O ator admitiu ainda já ter tido necessidade de abdicar de algumas refeições ou de fazê-las mais ligeiras. "Podia pintar aqui um cenário muito bonito, mas é uma realidade, eu vou esconder o quê?"

"Não fazer nada mata-me", conta ainda o ator, que nos últimos anos tem feito apenas participações em trabalhos televisivos, sem integrar o elenco fixo de nenhuma produção.

A entrevista é exibida no próximo sábado.

Fonte: DN

 

Publicado em Actualidades

O dinheiro deveria ser usado em acção política local e despesas de gabinete, mas grande parte é desviado e grande parte da quantia acaba nos bolsos dos deputados ou dos partidos nacionais.

 

Publicado em Politica

A deputada do PSD, que a partir desta segunda-feira, 7 de Março, integrará o comité de risco e auditoria da gestora britânica de dívida Arrow Global, como administradora não executiva, deverá auferir um salário mensal em torno de cinco mil euros brutos.

 

Publicado em Actualidades

Paulo Neves é o novo presidente da PT (empresa PRIVADA), mas continua a receber salário da Agência para a Modernização Administrativa, instituto PÚBLICO a que presidiu.

 

Publicado em Actualidades

O Fórum para a Competitividade, uma associação de base empresarial, liderada por Pedro Ferraz da Costa (na esquerda), considera que o aumento do salário mínimo em 2017 é de uma "enorme imprudência" dado o baixo crescimento da economia e da produtividade no país, e a actual conjuntura externa.

 

Publicado em Actualidades

Os três ex-Presidentes da República de Portugal custam aos cofres públicos – ao bolso dos portugueses, é claro – perto de 1 milhão de euros por ano.

 

Publicado em Actualidades

Subscreva Newsletter

Escreva o seu email:

Entregue por FeedBurner