Uma reportagem da TVI conta como Paula Brito Costa pode ter usado dinheiro da Raríssimas, que recebeu quase um milhão de euros do Estado em 2016, para fazer compras e uma vida de luxo.

 

Publicado em Actualidades

O Estado angolano anunciou na sexta-feira que vai terminar a parceria que detinha com a empresa de jóias e diamantes controlada por Isabel dos Santos.

 

Publicado em Actualidades

Publicamos aqui o texto e a foto de uma senhora que fez uma doação e como se pode ver na imagem, é cobrado IVA.

 

Publicado em Actualidades

Em 2003, o país escapou à crise que afetou Espanha e França e Paulo Portas atribuiu o caso a Nossa Senhora. Nos últimos 14 anos, só outro político português invocou o nome da santa. Sabe quem?

 

Publicado em Actualidades

Grupo de trabalho custou 209 mil euros e reuniu-se uma vez em 14 meses.

 

Publicado em Actualidades

O futuro é incerto para a Casa da Tapada da Renda, em Louriçal do Campo (Castelo Branco), onde funciona um centro especializado de acolhimento de jovens, gerido pela ADM Estrela, fruto de um protocolo de cooperação estabelecido com o Instituto de Segurança Social.

 

Publicado em Actualidades

Carmona Rodrigues foi acusado pelo ministério público de beneficiar ilicitamente a Bragaparques, lesando em muitos milhões de euros a Câmara Municipal de Lisboa. Não obstante a presunção de inocência a que, como é óbvio, tem direito, esta é uma história que mete nojo.

 

Publicado em Actualidades

Os números avançados pelo Bloco de Esquerda à TSF indicam que existem 38 mil trabalhadores desempregados ao serviço das autarquias portuguesas, colocados através dos Contratos de Emprego Inserção (CEI).

 

Publicado em Actualidades

À semelhança de Maria Luís Albuquerque, 16,5% dos deputados da Assembleia têm rendimentos por fora, que acumulam com o vencimento mensal da Assembleia.

 

Publicado em Politica
Quase metade dos portugueses tem como principal fonte de rendimento o Orçamento de Estado, alimentado pelos impostos e contribuições de trabalhadores e empresas. Entre reformados do sector público e privado, funcionários do Governo central, regiões autónomas ou autarquias e beneficiários de subsídios e complementos, são perto de 4,7 milhões os portugueses que vivem (ou sobrevivem) à mercê do Estado.

 

Publicado em Politica

Subscreva Newsletter

Escreva o seu email:

Entregue por FeedBurner